BREVE AUTOBIOGRAFIA DE SRILA GURUDEVA




(...) Devananda Gaudiya Math, porque meu tio Madhusudhan Maharaj, era chamado Krsna Krpa Brahmacari. Na verdade eu não o vi. Quando ele era um pequeno bebê, quando ele tinha 10 ou 11 anos de idade ele deixou o lar.

Eu não o tinha visto, apenas ouvido suas glórias de minha mãe e meus avós.
Assim que terminei minha universidade (Economia, em Calcutá) então eu estava pensando “tenho que ir à Navadvip Dham”.

Então, assim que cheguei pela primeira vez, me encontrei com meu tio.

Eu não planejava ficar no templo. Eu não estava planejando nada. Só pensei, “vou visitar Navadvip Dham, isto é bom”. Não pretendia ficar no templo. Eu só queria visitar Navadvip Dham. Mas, quando eu cheguei, meu tio foi muito amoroso e afetuoso comigo. Eu também fiquei ali com os devotos. Naquele momento em que cheguei, praticamente não haviam Sannyasis na Devananda Gaudiya Math, a maioria deles tinha saído para pregar.

Até mesmo Śrila Vaman Gosvami Maharaj não estava lá. Não haviam Sannyasis, apenas Brahmacaris.



Um Brahmacari senior estava dando aula sobre o Brhad-Bagavatamrtam. Naquela época eu era novo, não conseguia entender tudo da filosofia que eles estavam falando, eu apenas dava atenção ouvindo. Mas, naquele momento não fiquei satisfeito com o Hari Katha dos Brahmacaris. Não fiquei satisfeito. Então, um devoto me disse:

“Ok, tem um Vaisnava muito elevado que é discípulo de Śrila Bhaktisidhanta Prabhupada, venha comigo”, eu fui, e primeiro me encontrei com Śrila Bhakti Rakśak Śridhar Dev Gosvami Maharaj. Na ocasião ele estava muito doente. Quando eu fui até ele, apenas haviam alguns devotos ocidentais em volta dele, que estava numa cadeira. Em frente a ele, eles colocaram um microfone e ele falou Hari Katha.

O primeiro Hari Katha que ouvi dos seus lábios de lótus foi o Bhakti Rasamrta Sindhu, (verso anabhilasitu śuniam) fiquei muito impressionado. Em especial ele estava muito intoxicado com Gaura Nam. Pois quando os devotos lhe faziam perguntas, neste interim ele cantava “Gaura Gaura Gaura”. Fiquei muito impressionado, pois tenho muito amor e afeição com Śri Caitanya Mahaprabhu desde meu nascimento.

Naquele momento eu pensei “Ó, eu vim para o lugar certo”. Pois uma pessoa que canta Gaura Nam me deixa muito impressionado. Na ocasião eu não conseguia entender muito de sua fala, pois o inglês de Śrila Bhakti Rakśak Gosvami Maharaj é um inglês muito requintado, não um inglês simples. Eu não conseguia entender todas as suas palavras em inglês. Também havia um devoto americano, que tinha muita afeição com ele, e também explicava muito bem. Por esta razão todos os dias eu costumava ir ao seu templo.

Assim, cerca de dois meses se passaram, e Śrila Bhakti Rakśaka Gosvami Maharaj tinha muito amor e afeição por mim, ele me abençoou. Então, após dois meses Srila Narayana Maharaj, Śrila Gurudev, veio de seu templo em Mathura para a Devanada Gaudiya Math.

Foi a primeira vez que eu me encontrei com ele, eu também tinha ouvido as glórias dele. Pois muitos devotos vinham para o Navadvip Parikram e glorificavam-no: “Ó, Narayana Maharaj tem um hari-katha muito elevado, Braja Katha”. 

Então, quando eu me encontrei com Gurudev pela primeira vez, quando eu entrei em seu quarto, eu me lembro que Gurudev me perguntou: “Ó, de onde você veio?” Então um devoto disse: “Ele é o sobrinho de Krsna Krpa Brahmacari”, meu tio. Gurudev disse: “Bom”, e perguntou: “Você está cantando os santos nomes?”. Eu disse: “Gurudev, eu canto os santos nomes na minha mente”. Gurudev disse: “Não, não, não, você deve cantar os santos nomes com um japa-mala”. Eu perguntei direto, “Maharaja, onde consigo um japa-mala?”. Então Gurudev disse a Navin Krsna Brahmacari, “traga um japa-mala”. Foi este japa-mala. Este que Gurudev me deu a primeira vez. Sim. Este japa-mala Narayana Maharaj me deu.

Em seu quarto ele me deu e disse: “Cante os santos nomes”. Então eu cantei harinam no japa-mala todos os dias.

Então, após um mês Śrila Vaman Gosvami Maharaj, Śrila Gurudev veio. De acordo com as regras da Gaudiya Math há apenas um Acarya, então todos tomam primeiro harinam e depois segunda iniciação, estas são as regras da Gaudiya Math.

Então, eu estava lá sentado, todos estavam tomando harinam. Na minha mão estava o japa-mala. E Śrila Vaman Gosvami Maharaj perguntou, “quem te deu esta japa-mala?”, e eu disse: ''Narayana Maharaj meu deu''. Então ele apenas a pegou e a pôs em sua cabeça, fazendo Pranamas, e me devolveu.

Minha mente ficou muito perturbada, isto quer dizer que ele não me deu harinam. Ele disse, “Ok, cante os santos nomes”. Fui até Śrila Narayana Gosvami Maharaj e disse, “Ó, você me deu japa-mala, mas Gurudev ele não me deu”. Então, Narayana Maharaj disse, “sabe, Vamana Maharaj é sempre muito humilde, ele está pensando que eu não sou diferente dele. Ok, não se preocupe”.

Então, dessa forma, após seis meses veio o Gaura Purnima, então Gurudev, Śrila Vamana Gosvami Maharaj me deu Diska. Porque Narayana Maharaj naquela época não dava Diksa, apenas deu Harinam.

Prema Bhakti Das: Quando você recebeu harinam, você recebeu algum nome?

Srila Gurudev: Na Gaudiya Math, no começo, junto do harinam não se dava nome espiritual. Porque todos os indianos já tem nomes espirituais. Meu nome é Subal Sakha (Das). Então, não precisa dar um.

Prema Bhakti Das: E quanto você tomou diksa?

Srila Gurudev: Isto foi após seis meses, no Gaura Purnima, no começo de 1982.

Prema Bhakti Das: Então, neste momento você recebeu algum nome?

Srila Gurudev: Nesta ocasião Gurudev me deu o nome de Sudhana Brahmacari. Essa época então quando Gurudev, Narayana Maharaj ouviu ele disse, “Ó, este nome não é um Braja Nam”.

Então Gurudev disse, “O seu nome, Subal Sakha, é um ótimo nome”.


Jay Srila Gurudev ki jay!