EKADASI

Itapecerica da Serra/SP, Brasil
31 Dezembro, 2014 (Manhã)





Hoje é um dia muito especial porque é conhecido como Ekadasi-maha-tithi. Srila Bhaktivinode escreve na canção Suddha-bhakata:
madhava-tithi bhakti janani
Este dia de Ekadasi é a mãe da devoção pura [suddha-bhakti]. Assim como a mãe dá a luz à uma criança, se você observar estes dias apropriadamente sob a guia de vaisnavas rupanugas, suddha-bhakti, a bhakti pura se manifestará.

O Senhor se manifesta nesta forma transcendental de Sri Ekadasi e por compaixão Dele, podemos servir este Senhor transcendental de alguma maneira.

Temos que abandonar a todo custo esta falsa concepção corpórea. E isto somente será possível se observarmos Sri Ekadasi apropriadamente.

Observar Sri Ekadasi na linha de Srila Rupa Gosvami Pada significa praticar bhajana e sadhana sob a guia de um vaisnava rasika elevado.

Para fazer bhajana, o coração tem que estar completamente limpo, como um cristal, sem anarthas, e assim suddha-sattva se manifesta.

Suddha-sattva é a combinação de uma parcela de sandhini. Desta combinação, samvit, o conhecimento transcendental pleno e hladini, a bem-aventurança transcendental, surge nesta plataforma manifesta por sandhini em nosso coração.

E assim, com esta combinação, nosso corpo espiritual perfeito e eterno Siddha-deha se manifesta e poderemos servir o Senhor de uma forma completamente pura.
Isto é bhakti.

O que estamos fazendo no momento é bhakti-abhasa, uma sombra ou semelhança de bhakti. Bhakti somente acontece quando estamos livres de todos os anarthas.

Somente podemos servir ao Senhor neste estágio mukta, de liberação de todos os anarthas.
Estamos praticando agora o sadhana, para nos livrar de todos os impedimentos e anarthas.
anyabhilasita suniyam jnana karmadi anavritam
Este verso manifestado por Srila Rupa Gosvami define a síntese de bhakti pura, o cultivo de atividades que são favoráveis para Krsna desprovidas de anarthas e com o coração livre de jnana, tapasya, karma, yoga, e também livre do desejo de se associar com jnana-sadhus, tapasya-sadhus, karma-sadhus, yoguis, etc.

O cultivo de atividades livres de todas estas coisas para o prazer de Krsna é chamado suddha-bhakti, completamente favorável para Krsna, livre de tudo e realizado de forma ininterrupta.

Assim como ao se jorrar mel de um pote, este cria um fluxo contínuo e grosso, assim deve ser nossas atividades relacionadas a Krsna.

Este fluxo de atividades destinadas unicamente para o prazer de Krsna deve estar imbuído com os sentimentos espirituais e as emoções transcendentais dos ragatmikas-bhaktas, ou os associados eternos de Sri Krsna que residem eternamente em Sri Vrindavana Dham, em especial o bhava da nitya-lila de Sri Sri Radha Krsna, dos nomes, da forma, das qualidades e passatempos de Sri Sri Yugala Kisora Kisori.

Este serviço suddha-bhakti somente pode ser realizado por aquelas pessoas completamente livres de qualquer anartha [mukta-dasa].

Mas o que estamos praticando agora é sadhana, ou o processo para nos livrar destes anarthas, e implorando por conseguir uma gota do humor espiritual dos braja-basis.

Sadhana-bhakti dá origem bhava-bhakti que depois dá origem a prema bhakti.

Existem estes três estágios acima para se alcançar o humor espiritual dos nitya siddhas braja-basis, iniciando com sadhana-bhakti.

Este sadhana bhakti é o processo de como alcançar uma gota do humor transcendental dos braja-basis e alcançar o humor de todos estes habitantes do mundo transcendental [Radha, Lalita, Visakha, Nanda, Yasoda, Subal, Sridham, Madumangal, etc.]

Depois, em bhava-bhakti vamos aprender como receber este prema bhakti. E ao alcançar prema bhakti, vamos finalmente poder servir a Sri Sri Radha-Krsna diretamente.

No Sri Gurvastakam, [nikunja yuno], Srila Visvanatha Cakravarti, descreve como seu gurudeva está auxiliando Sri Sri Radha-Krsna nos passatempos eternos.

No nikunja [um kunja muito confidencial e escondido], seu gurudev está servindo o casal divino, onde estes estão executando seus passatempos amorosos.

Inclusive Lalita e Visakha estão ávidos para entender como seu gurudev serviu o casal divino dentro dos nikunjas, pois elas não podem entrar lá. Este tipo de serviço transcendental está acontecendo a todo momento no mundo espiritual.

Vamos alcançar a verdadeira bhakti, somente quando conseguirmos servir diretamente Sri Sri Radha Krsna com nossa forma espiritual eterna.

Então, se nós seguimos estes dias de Ekadasi apropriadamente, este tipo de bhakti que Mahaprabhu colocou no coração de Srila Rupa Gosvami [suddha-bhakti] entrará gradualmente em nosso coração. Isto é Madhava-tithi bhakti janani.

Na conversa entre Mahaprabhu e Ramananda Raya [raya ramananda samvad], se discute como alcançar a meta máxima.

Sadhya [meta] é alcançar prema. Isto é discutido no Ramananda samvad.

Sadhaka, Sadhana e Sadhya.

Três coisas são necessárias para alcançar esta meta. O sadhaka [praticante], o sadhana [processo] e o sadhya [meta].

Mahaprabhu pergunta para Ramananda. Qual a meta última nesta vida humana, e qual o processo para se alcançar esta meta?

A meta mais elevada para a vida humana alcançar é prema. Mas qual tipo de prema? Aquele com a natureza de Radha-dasyam, uma jovem serva íntima de Sri Radha, em madhurya-rasa.

A primeira resposta que Ramananda disse para Mahaprabhu foi que: se você seguir as regras e regulações do varnasrama-dharma, vai alcançar esta meta. Os animais fazem qualquer coisa a qualquer momento sem observar qualquer regras e regulações. Mas os seres humanos devem seguir o varnasrama-dharma. Desta forma, o Senhor Visnu fica muito satisfeito.

Sri Ramananda arya cita o seguinte sloka do Visnu-Purana [sloka 58, madhya, volume um, cap 08, do Chaitanya Charitamrta].
suddha-sattva-visesatma
prema-suryamsu-samya-bhak
rucibhis citta-masrnya-
krd asau bhava ucyate
Se uma pessoa segue as regras e restrições dos Sastras, o Senhor Visnu fica muito satisfeito. Estas regras védicas para a sociedade humana se chamam varnasrama-dharma, que consiste nas quatro posições sociais [varna] e quatro posições espirituais [asrama].

A posição de qualquer pessoa no varnasrama-dharma deve ser encontrado de acordo com sua qualificação. Dentro de seu guna e karma [qualidades e natureza], alguém deve se encaixar no varnasrama-dharma desta maneira. Sri Krsna recita sobre isto no Bhagavad Gita:
catur-varnyam maya srstam
guna-karma-vibhagasah
tasya kartaram api mam
viddhy akartaram avyayam
Depois desta exposição de Ramananda Raya, Mahaprabhu disse que este ponto de vista é externo. Mahaprabhu não ficou satisfeito.

O que Ramananda Raya e Mahaprabhu queriam dizer com este passatempo?

Se alguém observa perfeitamente Varnasrama-Dharma, porém, não pratica bhajana e sadhana, após a morte ela vai para o planeta infernal específico chamado Rouhava-Naraka, um lugar cheio de excremento onde existe um inseto bem pequenino que suga o seu sangue e come sua carne.

Sigam o varnasrama-dharma em conjunto com associação de um vaisnava-vraja-rasika elevado, absorvendo deles os humores transcendentais que existe eternamente no coração das vraja-devis, que gradualmente, passo a passo, você irá se qualificar e saborear a meta última e mais elevada possível de alcançar esta vida humana que é Radha-dasyam, o prema [amor puro espiritual] com a natureza de uma criadinha íntima de Sri Radha.

Isto é suddha-ekadasi. Observar os princípios regulativos do varnasrama-dharma e seguir os passos do vaisnava-vraja-rasika unidirecionado no humor de Srila Rupa Gosvami, ouvindo hari-katha dele e preenchendo seu coração com o sankirtan do nama, guna, rupa e lila de Sri Sri Radha-Krsna Yugala Kisora-Kisori [o casal transcendental eternamente jovem.

Observando Sri Ekadasi, cante os Santos Nomes, os diksa mantras que recebeu de Sri Gurudev, não cometam ofensas aos pés dos vaisnavas e abandonem totalmente a associação de materialistas, ouvindo, lembrando e cantando deste nama, guna, rupa e lila do casal divino, sob a guia do vaisnava unidirecionado ao humor de Srila Rupa Gosvami.

Os passarinhos de Sri Vrindavana dhama são todos como Sri Sukadeva Gosvami, cantando eternamente as glórias em krsnakatha, o tempo todo falando assuntos relacionados a Sri Krsna, sem perder tempo com qualquer prajalpa [conversa inútil]. Temos que nos esforçar para introduzir estas práticas em nossas vidas, e no dia de Sri Ekadasi, aumentar a intensidade de todos estes preciosos detalhes.

Hari bol!

(Tradução: Tarun Krsna Prabhu. Transcrição: Madan Gopal Prabhuji)