SRI VYASA PUJA - CALENDÁRIO LUNAR - GURU PUJA

Itajaí/SC, Brasil
25 Julho, 2014
Postado inicialmente em 19 Janeiro, 2015

Eu gostaria de pronunciar algumas poucas palavras com o objetivo de purificar minha própria língua. 

Estou muito feliz de retornar novamente á cidade de Itajaí.

Os devotos daqui são muito entusiastas, e vejo também que vieram devotos de várias partes do Brasil.

Isto significa um sintoma de amor para Guru e Krsna.

E porquê existe Suddha-Bhakti no coração, vocês vieram nesta linha de Sri Caitanya Mahaprabhu. 

Vocês são muito afortunados por estarem nesta linha de Suddha-Bhakti, porquê em Kali-Yuga as almas, as pessoas em geral estão muito iludidas por maya, andando de um lado para o outro sem rumo. Porém, vocês estão neste caminho de Suddha-Bhakti na Consciência de Krsna. Vocês são muito afortunados.

Desse modo, Caitanya Mahaprabhu nos explica como desenvolver nossa vida espiritual.

Caitanya Mahaprabhu é o próprio Bhagavan, o próprio Deus, mas ele pratica Bhakti para poder ensinar as pessoas através de seu próprio exemplo.

Mahaprabhu recebeu iniciação Diksa de Isvara Puripada.

Sem receber Nama e Diksa você não pode desenvolver sua vida espiritual.

Em inglês nós traduzimos Diksa como iniciação, porém, em sânscrito esta palavra se divide em duas sílabas: uma é [Di] e a outra é [Ksa].

[Di] significa Dibya-Jnana, que é o conhecimento transcendental de sua relação com Sri Guru e Sri Krsna.

[Ksa] significa que todos os seus pecados serão destruídos. 

Este é a explicação correta sobre Diksa.

Tulsi Das, na sua obra Ramana-carita-manasa explica que mesmo se você tem o conhecimento de Brahma e Siva mas não aceitou um Guru, um Mestre Espiritual autêntico, você não consegue avançar espiritualmente.

Até mesmo Ramacandra e Krsna receberam iniciação de um Mestre Espiritual autêntico e também realizaram Bhajana e Sadhana.

O primeiro processo que nós delineamos em nossa sampradaya gaudiya-parampara é Guru-Padasraya; aceitar o abrigo dos pés de lótus do seu Guru, Mestre Espiritual; depois aceitar Diksa e Siksa deste Mestre Espiritual e após; Visrambhena-Guru-Seva; servir intimamente o seu Mestre Espiritual.

Após aceitar os pés de lótus de um Guru, você deve receber Diksa, depois Siksa [instruções das escrituras sagradas] e você deve servi-lo com intimidade. Isto se chama visrambhena-guru-seva.

E você aprendendo todo o conhecimento das escrituras de bom comportamento, chama-se Vaisnava-Suddha-Sadacara.

Nossa meta é nos rendemos completamente ao pés de lótus do Guru, e satisfazer seus desejos, da mesma forma que Rupa Gosvami também satisfez completamente os desejos de Mahaprabhu.

Deste modo, Narottama das Thakur na sua obra Sri Prema-Bhakti-Candrika, homenageia Srila Rupa Gosvami através de um pranama-mantra glorificando como ele [ Srila Rupa Gosvamipada] pôde satisfazer Sri Caitanya Mahaprabhu. 

sri-caitanya-mano 'bhistam sthapitam yena bhu-tale 
svayam rupah kada mahyam dadati sva-padantikam

No Prema-Bhakti-Candrika, Narottama das Thakur explica desta forma acima, como Srila Rupa Gosvami satisfêz os desejos íntimos de Sri Caitanya Mahaprabhu, e ele pede também a misericórdia de Srila Rupa Gosvami: Quando Srila Rupa Gosvami irá respingar um pouco desta misericórdia sobre mim ?

Krsna, ele mesmo explica: Primeiro você adora a Sri Guru, depois adora a mim.

Existem dois tipos de Guru-Puja. Como executar corretamente o Guru-Puja? Um significado de guru-puja é adoração; e o outro significado é dar satisfação a Sri Guru.

Baladeva Vidyabhusana, Visvanatha Cakravarti Thakur, Jiva Gosvamipada e outros acaryas explicam que existem dois tipos de guru-puja:

Um guru-puja se chama Anustanik-Guur-Puja; e o outro se chama Paramartik-Guru-Puja. Este segundo tipo vem do fundo de seu coração.

Os dois são muito importantes. Você não pode negligenciar nem um, nem o outro.

O devotos neófitos tem uma fé muito frágil. Como os devotos iniciantes não têm muito conhecimento das Escrituras, a sua mente é muito inquieta e instável.

Estes devotos irão dizer: Talvez aquele devoto é um guru autêntico, talvez não seja, talvez aquele outro seja autêntico. Ele vai estar sempre de um lado para o outro. Alguém irá dizer para este devoto neófito: Não coloque a foto de seu guru no altar; e você irá inocentemente tirar a foto de seu guru do altar. Talvez o devoto neófito pense erroneamente que um guru autêntico não pertence ao guru-parampara. Talvez os devotos neófitos coloquem no altar fotos de gurus mayavadis dizendo que estes é que são perfeitos. A mente dos neófitos sempre está inquieta.

Baladeva Vidyabhusana Prabhu e Srila Jiva Gosvamipada explicam que a mente dos devotos neófitos é muito agitada e instável, por não ter uma fixação.

Deste modo, os devotos neófitos devem executar seu Guru-Puja de forma gradual até que a sua fé se torne bastante forte.

No começo, este guru-puja é muito instável e por isto é chamada de upocarik, um guru-puja apenas formal.

Quando você alcança o estágio de madhyama-adhikari, um devoto intermediário, você já tem um conhecimento suficiente das Escrituras e já consegue discriminar o que é bom e ruim, e a fé se torna forte.

Nós podemos adorar Guru e Krsna com cinco, dez, dezesseis ingredientes e assim desta forma.

Está explicado no Arcana-Dipika que nós podemos adorar Sri Guru com apenas cinco artigos ou ingredientes, depois com dez, depois com doze e por final com dezesseis ingredientes.

Primeiramente eu quero ensiná-los a fazer Guru-Puja com o incenso.

Acendendo o incenso, uma fragrância muito doce vêm. 

Esta fragrância muito doce nós oferecemos para Sri Guru e pedimos que este doce cheiro se revele em nosso coração como Krsna-Suddha-Bhakti.

No momento em que acendemos o incenso e adoramos nosso Sri Gurudev, nós devemos pedir em nosso coração [he krsnê, he srimati radhikê, he sri caitanya mahaprabhu], que esta essência muito doce chamada Suddha-Khakti se manifeste em nosso coração e assim adorar profundamente Sri Radha, Sri Krsna e Sri Caitanya Mahaprabhu.

O segundo artigo é a lamparina de guee com cinco mechas de algodão e guee.

Estas cinco mechas de ghi na lamparina representam as cinco rasas, que são os cinco humores através dos quais nós podemos servir Krsna. Adorando Sru Gurudeva com esta lamparina, com todo desejo pedimos que estes humores se manifestem em nosso coração. Estas rasas são as seguintes: santa, dasya, sakhya, vatsalya e madhurya.

Que todos estes humores se iluminem e se manifestem em seu coração.

O terceiro ingrediente ou artigo é a concha [sankha-jala], onde armazenamos a água.

Srila Bhaktisiddhanta Prabhupada revela que no momento em que nós projetamos esta água da concha, este fluxo contínuo representa que nós pedimos para Sri Gurudeva enviar um fluxo contínuo de Suddha-Bhakti-Dhara para o nosso coração.

Da mesma forma, assim como Ganga-Devi vem desde Brahmaloka em um fluxo contínuo até este mundo material, nós pedimos que este fluxo de Suddha-Bhakti venha do coração de Srimati Radhika pelo Guru-Parampara até o nosso coração.

O quarto ingrediente é o lenço [vastra].

Este lenço é feito com diversas linhas entrelaçadas. Quando adoramos Sri Gurudeva com este artigo, temos que meditar e pedir profundamente que todo o siddhanta de Suddha-Bhakti se manifeste em nosso coração, e proteja esta Suddha-Bhakti que Gurudeva originou também neste meu coração.

O quinto ingrediente são as flores.

Em sânscrito, as flores são chamadas 'suman'.

A palavra sânkrito 'suman' possui dois significados. Um deles significa flores; e o outro significa uma mente muito fresca e limpa [su – fresca e limpa]; [man – mente].

Quando a flor desabrocha, ela solta um perfume muito agradável com néctar e isto atrai as abelhas; Quando oferecemos as flores para Sri Gurudeva, pedimos profundamente que Suddha-Bhakti, assim como uma flor desabrochada, se manifeste no meu coração e possa atrair Krsna que é comparado á uma abelhinha transcendental com muito desejo de tomar este néctar do meu coração.

O sexto artigo á a camara.

Temos que oferecer esta brisa suave que vai da câmara para nosso Sri Gurudev, meditando que ela volte para nós na forma de uma brisa saturada de Suddha-Bhakti.

Na verdade, Srimati Radharani é a própria corporificação de Suddha-Bhakti, então que ela se manifeste em meu coração por misericórdia de meu Sri Gurudev, para que eu possa abanar Srimati Radhika com esta câmara também.

Com estes seis ingredientes nós adoramos a Sri Guru e a Sri Krsna. 

Estes são os significados da adoração Guru-Puja.

Os outros dois artigos, o abano de pena de pavão e o abano comum. O abano de pena de pavão não deve ser usado e oferecido para guru, apenas para Krsna.

Que todos estes sentimentos se manifestem em meu coração. 

Este é o humor correto de se adorar Sri Guru.

Nós devemos também sempre orar para Sri Guru, pedindo incessantemente que este sentimento de devoção para Radha-Krsna se manifeste em nosso coração.

Nós oferecemos também guirlandas e outros artigos e devemos sempre através da mente, da fala e do corpo servir Sri Gurudev.

E quando você puder realizar sua forma transcendental, seu corpo espiritual Siddha-Deha, você irá servir diretamente Sri Sri Radha-Krsna no mundo espiritual. 
dekhite dekhite, bhulibo vā kabe,
nija-sthūla-paricoya
nayane heribo, braja-pura-śobhā,
nitya cid-ānanda-moya

bṛṣabhānu-pure, janama loibo,
yāvaṭe vivāha ha’be
braja-gopī-bhāva, hoibe swabhāva,
āno-bhāva nā rohibe

nija-siddha-deha, nija-siddha-nāma,
nija-rūpa-swa-vasana
rādhā-kṛpā-bale, lobhibo vā kabe,
kṛṣṇa-prema-prakaraṇa

jamunā-salila- āharaṇe giyā,
bujhibo yugala-rasa
prema-mugdha ho’ye, pāgalinī-prāya,
gāibo rādhāra yaśa
Esta canção significa: Quando irei realizar minha forma espiritual pela misericórdia de Srimati Radhika; por onde poderei servi-la ?

Este é o processo correto de adoração ao Guru. Nós devemos executar isto muito cuidadosamente.

kevala-bhakati-sadma, bandon mui savadana mate

Narottama das Thakur explica na canção nitai-pada-kamala, que na verdade devemos sempre adorar Nitai para obter a misericórdia de Sri Sri Radha-Krsna, e Nityananda é Guru-Tattva, Baladeva. Esta é a concepção na Gaudiya-Vaisnava-Sampradaya.

nitai-pada-kamala, koti-candra-susitala
je chayay jagata juray

Possuindo nistha, firme fé estável para Sri Guru, sua vida e devoção será bem sucedida.

Ontem mesmo eu contei a história de um devoto que desejava a misericórdia de Krsna, mas Krsna disse que somente daria sua misericórdia se ele praticasse Sadhana e Bhajana.

Então Krsna perguntou para o devoto: Qual a sua qualificação ? Só assim eu darei o darsan e a misericórdia. Você está seguindo Suddha-Sadacara, as regras das Escrituras de bom comportamento ou não?

O devoto disse: Prabhu, na verdade eu não sigo nenhuma regra de conduta.

Krsna perguntou: Quanto você conhece das Escrituras Sagradas, quantos versos você conhece?

O devoto respondeu: Prabhu, na verdade eu não tenho conhecimento de nada sobre as Escrituras. Não conheço nenhum sloka.

Krsna perguntou: Quantas voltas dos meus Nomes você canta?

O devoto respondeu: Prabhu, eu não posso cantar os seus Santos Nomes.

Então Krsna disse: Como posso dar o meu darsan e misericórdia para você ?

O devoto disse: Prabhu, eu escutei que toda aquela pessoa que tem Guru-nistha irá com certeza conseguir o darsan e a misericórdia do Senhor Supremo.

O devoto continuou; Krsna, por favor, não tome minhas ofensas, não considere meu falso-ego, mas eu tenho guru-nistha, fé firme e inquebrantável em meu guru, então por isto eu quero que você me dê o seu darsan.

Se você tem Guru-nistha, com certeza Sri Krsna irá um dia dar seu darsan e sua misericórdia.

Guru-nistha é a espinha dorsal de Bhakti; e de como alcançar Krsna.

Eu sempre digo duas coisas: 

Nunca abandone Guru, nunca abandone Harinama.

Este é o seu mantra.

Eu sempre canto e explico o seguinte sloka:
dhyana mulam guru murti.
puja mulam gurur padam
mantra mulam gurur vakyam
moksa mulam guru kripa
A essência, a fonte de toda meditação é a forma de Sri Guru.

Assim Krsna explica que devemos sempre adorar Sri Guru antes dele. Então, a fonte de toda adoração é você adorar Sri Guru.

A essência de todo conhecimento é seguir as instruções de Sri Guru.

Existem diferentes formas de você ser liberado pela misericórdia de Sri Guru. Não existe nenhuma outra maneira de ser liberado deste mundo material sem a misericórdia de Sri Guru.

Este é o segredo da vida, em como ter fé, devoção e amor para com Sri Guru.

JAY SRILA GURUDEV!

(Tradução: Sriman Gokul Candra Das Brahmacari. Transcrição: Sriman Madan Gopal Prabhuji)