GAURA ARATI

Santos/SP, Brasil
16 Janeiro, 2016
Caminhada Matinal
Áudio 1
Áudio 2

P: O que pensar durante o Gaur-arati?

R: Mangal arati é o arati do final da noite, nisanta-lila. E Gaur-arati é a hora em que Krsna está voltando de pastorear das vacas. Neste momento, o humor das gopis é o mesmo humor dos devotos do Senhor Caitanya Mahaprabhu em Nabdvip dham.

Aqui há duas coisas. Uma é o que Caitanya Mahaprabhu está fazendo em Nabdvip dham [neste momento]. A outra é o que Krsna está fazendo. Existem dois tipos de astakaliya-lila, Gaura-astakaliya-lila e Radha-Krsna-astakaliya-lila.

Gaur-arati acontece na astakaliya-lila de Caitanya Mahaprabhu. “Jaya Jaya gaurcander arotiko sobha janavi tata vanej aga mana lobha”. Trata-se, portanto, de como Caitanya Mahaprabhu está tomando banho no Ganges e como após Ele Se senta na ratna-simhasan. Bosiyache gora cada ratna-simhasane. Caitanya Mahaprabhu sentado em um trono dourado (ratna-simhasana) e como os devotos expressam seus humores - Gadadhar, Nityananda, Advaita Acarya – este é o humor e eles também estão fazendo arati para o Senhor Sri Caitanya Mahaprabhu.

Da mesma forma, Krsna está voltando de pastorear das vacas e as gopis estão um pouco de longe expressando seus sentimentos, bhav. Porque Caitanya Mahaprabhu e Radha-Krsna expressam Suas atividades de diferentes formas, Gaur-lila e Govinda-lila.  


A lila de Mahaprabhu tem um pouco de dasya-bhav. Mas esta dasya não é a mesma dasya de Ayodhya. É o humor de separação das gopis. Isso significa que quando Krsna desapareceu da visão de Srimati Radhika em Srngar-vat, Srimati Radhika sente muita dor por esta separação de Krsna. Kasikasi: “Ó Krsna, onde está Você?”
hā nātha ramaṇa preṣṭha
kvāsi kvāsi mahā-bhuja
dāsyās te kṛpaṇāyā me
sakhe darśaya sannidhim
She cried out: O master! My lover! O dearmost, where are You? Where are You? Please, O mighty-armed one, O friend, show Yourself to Me, Your poor servant! (Srimad Bhagavatam 10.30.39)

Srimati Radhika disse: “Não posso andar…”, e Krsna então respondeu: “ok, se Você não pode andar monte no Meu ombro”. E quando Srimati Radhika tentou sentar-se no ombro de Krsna, Ele desapareceu e Srimati Radhika sentiu muita dor desta separação. Neste momento, Srimati Radhika disse: “Sou Sua serva!”

Geralmente este não é o humor de Srimati Radhika. Ela nunca diz: “Sou Sua serva”. Talvez Ela diga: “VOCÊ é Meu servo!” (rindo) Mas quando Ela estava em humor de separação, disse: “Sou Sua serva!” 
hā nātha ramaṇa preṣṭha
kvāsi kvāsi mahā-bhuja
dāsyās te kṛpaṇāyā me

sakhe darśaya sannidhim
dasyas ye aham
Eu sou sua serva! Este é o humor de separação. Nele, Ela demonstrou dasya-bhav. Mas não a dasya-bhav de Hanuman em Ayodhya.

Porque quando a separação vem, a humildade nasce, dhanya. E quando dhanya vem, automaticamente vem dasya-bhav. Mas esta é a mais elevada dasya-bhav. A dasya-bhav do humor de separação.

Assim, as gopis expressaram seus sentimentos por Krsna um pouco de longe. 

Na lila de Caitanya Mahaprabhu, quando Ele está sentado [no trono], Gadhadar e Svarup Damodar expressam seus sentimentos. Porque Caitanya Mahaprabhu possui diferentes tipos de devotos: devotos de Vaikuntha como Srivas Thakur. Murari Gupta, a encarnação de Hanuman. Todos os diferentes tipos estão lá mas de acordo com seus bhavas (humores) eles expressam seus sentimentos pelo Senhor Caitanya Mahaprabhu.

Principalmente, Gadhadar Pandit e Svarup Damodar estão lá. Eles possuem o humor mais elevado, o humor de Srimati Radhika em Braj.

Então, de acordo com seus humores, Caitanya Mahaprabhu expressa Seus diferentes sentimentos.

Radha-Krsna estão se encontrando e Lalita, Visakha e as sakhis também expressam seus sentimentos. “Jaya jayaRadha-Krsna yugala Milan arotiko roye lalitadi sakhi gan.” Neste momento, Radha e Krsna manifestam Sua maravilhosamente bela forma transcendental.
shyame rama-ramana-sundarata-varishtha-
saundarya-mohita-samasta-jagaj-janasya
shyamasya vama-bhuja-baddha-tanum kadaham
tvam indira-virala-rupa-bharam bhajami?
Ó Syame! Seu Senhor é ainda mais encantador que Narayana Bhagavan e Sua beleza encanta toda a criação. Você está sempre à esquerda  do Senhor, envolta em Seu abraço. Sua beleza jamais pode ser igualada, mesmo por Laksimi-devi. Quando adorarei apropriadamente Sua beleza? 
(Sri Gandharva-Samrarthanastakam 3)

Srila Rup Gosvamipad compôs este verso 
shyame rama-ramana-sundarata-varishtha-
saundarya-mohita-samasta-jagaj-janasya |
shyamasya vama-bhuja-baddha-tanum kadaham
tvam indira-virala-rupa-bharam bhajami
Especialmente na dança da ras, Krsna manifestou Sua mais elevada e inigualável forma, pois Krsna é Bhagavan, Ele manifesta Suas muitas formas de acordo com o humor de Seu devoto.

Para os devotos de Vaikuntha Ele manifesta Sua Narayan-svarup (forma). Para aqueles com humor dasya (servil), Ele manifesta Sua forma em Ayodhya como Ramacandra. Krsna manifesta Sua forma suprema em Golok-Vrndavan, especialmente na dança da ras porque as gopis estão lá. Mas o mesmo Krsna manifesta Sua forma para Candravali com um humor diferente.

Porém, Sua forma mais excelente Krsna manifesta para Srimati Radhika, pois tudo depende da gradação do prem, e o amor de Srimati Radhika não se pode comparar com o prema de nenhuma outra gopi. “Radha-prem sada siromani”. O prema de Srimati Radhika é a joia mestra de todos os premas. Você pode ler isto no meu livro “Jay Sri Radhe”. Lá está este Radha-tattva que eu expliquei na Rússia. 
shyame rama-ramana-sundarata-varishtha-
saundarya-mohita-samasta-jagaj-janasya |
shyamasya vama-bhuja-baddha-tanum kadaham
tvam indira-virala-rupa-bharam bhajami
Srimati Radhika intoxica todas as sakhis. uma, rama, satya, saci, candra, rukmini radha-avatara sabe, amnaya-vani. Todas elas, até mesmo Candravali intoxica-se com a beleza de Srimati Radhika. Portanto, Candravali, que está sempre com inveja e ciúmes de Srimati Radhika, quando olha para a beleza e as atividade Dela, fica muito surpresa. 
uma, rama, satya, saci, candra, rukmini 
radha-avatara sabe, amnaya-vani
Mesmo as rainhas de Dvaraka: Rukmini e Satyabhama, quando encontraram Srimati Radhika e viram Sua bhava-madhurya, a doçura de Seus sentimentos, também se surpreenderam e suas cabeças começaram a girar.

Qual espécies de beleza e sentimentos Srimati Radhika tem por Krsna? É como quando os três rios se encontram - Ganga, Yamuna e Sarasvati – e fazem um redemoinho.

Da mesma forma, quando Rukmini e Satyabhamase depararam com os sentimentos (bhav) de Srimati Radhika, surpreenderam-se completamente e até mesmo pensaram: “Se eu obter um grão de poeira dos pés de lótus de Srimati Radhika minha vida será bem sucedida”. Porque Srimati Radhika possui mahabhav; Ela possui e é o limite mais elevado de mahabhav.

Sneha, mana, pranaya, raga, anuraga, bhava, mahabhava, rudha, adhirudha, mohana e madanakhya-mahabhava. 

Pode ser que você não entenda o que é madanako-mahabhav, o humor mais elevado. Na separação e encontro, no encontro e separação, que tipos de sentimentos existem? Se você for para o meio do oceano, poderá ver os tipos de onda dali. Na internet podemos ver ondas e navios gigantes. Uma vez, quando eu estava viajando por um país europeu, peguei um navio. Foi há 12 ou 14 anos e o navio estava no meio do oceano, gigantesco, como um imenso edifício. Vocês não podem imaginar como parecia um prédio muito alto. Havia piscinas, campo de futebol e todos os tipos de entretenimento dentro daquele navio, que mais parecia uma pequena cidade. Muitos quartos, shopping, até uma pista para se andar de bicicleta, havia de tudo lá. Vocês não saberiam se estavam no meio do oceano ou numa cidade.

Porém, quando você está no meio do oceano, às vezes aparecem tormentas e furacões muito fortes. Isso aconteceu e naquele momento, o navio começou a subir e descer e grandes ondas jogavam água dentro do navio. E então você podia ver o imenso navio prestes a afundar. E depois ele subia de novo! As ondas subindo e descendo… Vocês não acreditariam.

Por vezes eu estava dormindo na minha cama e quase caía porque o navio não parava de subir e descer, sacudindo muito. À noite eu não conseguia dormir. Era um quartinho com duas camas e estávamos eu e um brahmacari. Havia de tudo naquele quartinho, cozinha, banheiro. E tudo sacudia.

Por que estou contando isto? Porque da mesma forma, no mahabhav de Srimati Radhika, as ondas de Seus sentimentos são como essas ondas no meio do oceano. São alguns tipos de alankaras que surgem dos membros (anga-ja): gestos (hava), semente do apego (bhava), flerte amoroso (hela), uma mistura específica de bhavas (kila-kincita), desrespeito (vivvoka). 

Pode ser que você não entenda, mas no livro Ujjval-nilamani dr Srila Rupa Gosvamipad explica que tipos de sentimentos estão no coração Dela.
Nana-vidha alankar kore jhala-mal
hari-man-vimohan vadana ujjlval
visakhadisakhi-gan nan ragegaya
priya-narma-sakhi jato camar dhulay
O que diz estes versos? “Nana-vidha alankar” significa que Srimati Radhika possui dois tipos de ornamentos (alankar): aqueles feitos de ouro que Ela usa em colares, brincos, brinco de nariz, tornozeleiras, vários tipos. Doze tipos de ornamentos. E o outro tipo de alankar é Seu bhav-alankar, os ornamentos feitos de sentimentos. São alguns tipos de alankaras que surgem dos membros (anga-ja): gestos (hava), semente do apego (bhava), flerte amoroso (hela), uma mistura específica de bhavas (kila-kincita), desrespeito (vivvoka). 


Talvez vocês não consigam entender como Srimati Radhika expressa Seus sentimentos para com Krsna! Por vezes, Srimati Radhika demonstra man, em outras um humor de submissão e novamenteman. Às vezes Ela diz: “Não quero ver Krsna! Não quero ver Krsna!” Na verdade, “Não quero, não quero” quer dizer “Eu quero”. Duas negativas juntas foram um positivo!

“Eu não quero” somente uma vez, ok, é uma negativa. Mas “Eu não quero, eu não quero” duas vezes, significa “Eu quero!” (rindo). Portanto, há diferentes tipos de sentimentos: gestos (hava), semente do apego (bhava), flerte amoroso (hela), uma mistura específica de bhavas (kila-kincita), desrespeito (vivvoka). 

Se você for para Golok-Vrndavan entenderá. Se eu lhe disser, não compreenderá tudo porque isto está além da concepção material, jara-atita. Neste mundo material, como é possível explicar tais coisas? (rindo). Se você for lá [para GolokaVrndavan], verá todas as gopis submersas em amor divino por Radha e Krsna, como um grande oceano e grandes cisnes que mergulham e sobem de novo das águas. Isto se chama prema-samudra, o oceano de amor divino.

Nana-vidha alankar kore jhalamal. Jhalamal significa brilhos ofuscantes, como quando se põe muitas luzes piscantes com várias cores, vermelho, azul, amarelo. Quando você põe estas luzes no altar da thakurji e fica muito brilhante.Às vezes seus olhos não conseguem entender o que estão vendo e você pensa: “o que é isso que estou vendo?!” É um tipo de ilusão de ótica. Isso é “jhalamal”. Quando Srimati Radhika está sorrindo lindamente com Sua bela face sorridente, Seus dentes são como milhares e milhares de raios de lua, muito brancos como os raios da lua. E suas gengivas são de uma cor avermelhada muita linda, como se o sol estivesse nascendo.

Portanto, ao mesmo tempo a lua (Seus dentes) e o sol (Suas gengivas) estão nascendo. Mas como isso é possível se o sol nasce de manhã e a lua à noite??Mas na bela face de Sriamati Radhika, o sol e a lua nascem ao mesmo tempo! Bolo Brndavan Bihari Lali ki jay! (rindo muito)

Se você for para Goloka Vrndavan você verá como é o sorriso de Srimati Radhika! E no sorriso Dela não há somente um sol e uma lua masquantos? 32!Seus dentes brilham (rindo). Portanto, é isso que está acontecendo lá.

E o rosto de Srimati Radhika é muito belo e atraente.

Nana-vidha alankar kore jhalamal hari-mano-bimohan badan ujjval. E Ela intoxica o coração de Krsna. Hari-mano, Hari é Krsna. Aquele que rouba o coração de todas as entidades vivas. Mas Srimati Radhika rouba o coração de Krsna. Então, hari-mano-bimohan. Bimohan significa que Krsna fica completamente desconcertado com o amor divino de Srimati Radhika.

Badan ujjval. Tanto brilho vem dos rostos de Radha e Krsna. Ambos estão dançando. E Krsna toca a flauta e todos cantam:
radha nace krsna nace nace gopi gan 
man mero bangairi sakhi pavana brndavan
lalita nace visakha nace nace sakhi gan 
man mero bangairi sakhi pavana brndavan
ganga nace yamuna nace nace nadi gan 
man mero bangairi sakhi pavana brndavan
E o bhoga-arati?

Mais tarde eu lhes conto porque se eu disser tudo pra vocês agora vocês não conseguirão digerir. Mesmo assim, é uma prasada deliciosa.

Ao meio-dia, Krsna e Seus sakhas vão para um lugar e honram sua prasada lá, com os itens que trouxeram de suas casas, como em um piquenique. Após o piquenique, Krsna muito sabiamente disse aos sakhas: “Ei sakhas, agora vocês estão muito cansados. Descansem aqui”. E as vacas e os bezerros também descansam na sombra das árvores.

Neste momento, Krsna, esperto que é, leva com Ele somente os priya-narma-sakhas, talvez Madhumangal e Subal-sakha para encontrar-se com Srimati Radhika nas margens do Radha-kunda ou Surya-kunda. Compreendem? A lila do meio-dia é nas margens do Radha-kunda e se chama madhyahna-lila . Mas vocês não estão entendendo! (rindo). Pagal, pagal!
Este lila do meio-dia é o mais elevado, muito confidencial, porque as manjaris estão servindo de diversas formas. Talvez o lila do balanço, os lilas aquáticos no Radha-kunda, jal-bihar; lila do barco, vários tipos de lilas diferentes.

O lila do balanço… jhula jhule radha-damodar vrndavan me / vrndavan me radha kunda me / jhula jhule radha-damodar vrndavan me

Cantamos desta forma em jhulan-lila.

Há o dan-bhujan-lila, a lila do piquenique, quando estão tomando prasad.

O madhupan-lila também, quando bebem o mel. E Krsna é muito esparto, Ele não bebe o mel mas dá para todas as gopis. Se você bebe muito mel, sua cabeça começa a girar. Você não consegue nem saber onde está indo, elas não conseguiam dizer a palavra “árvore”,diziam: “á-á-á-r-r-v...”. Assim como quem bebe álcool ou tomaLSD, eu nunca me intoxiquei, foi o que me contaram. Assim, Krsnadá mel às gopis e elas bebem e ficam desse jeito. Mas Krsna é muito inteligente. Ele mesmo não bebe o mel, só finge que está bebendo e dizendo: “Hum! Que delícia de mel!” (rindo)

P: Qual a diferença entre Radha-prem e Krsna-prem?

R: Krsna-prem é Radha-prem. Krsna-prem não é uma coisa só. Krsna-prem é Radha-prem, em Krsna-prem encontra-se todos juntos: santa, dasa, vatsalya, sakhya, madhurya, todos juntos são Krsna-prem.

Radha-prem é especificamente a madhurya de Srimati Radhika.

P: É correto pensar que Srila Svami Prabhupad trouxe para nós vaidhi-bhakti e Srila Narayan Gosvami nos deu raganug-bhakti?

R: Não, não, não. Svami Maharaj nos deu raganug-bhakti também, Ele nos deu tudo, escreveu tudo isso no Sri Caitanya-Caritamrita, nos comentários de Srila Bhaktivinod Thakur e BhaktisiddhantaPrabhupad. Ele é um rupanug-vaisnav, como é possível Ele não ter dado raganug bhakti?!

Ele disse no início que todos deviam seguir vaidhi-bhakti, mas que o objeto principal devia ser como atingir raganug-bhakti.
Se uma pessoa nova vem para a consciência de Krsna, deve-se ensinar que ela deve seguir as regras, todas as regras.
vidhimārga rata jane svādhīnatā ratna dāne
rāgamārge karāna praveśa
Krsna eventualmente concede a joia da independência àquelas pessoas que são apegadas ao caminho das regras e regulações, permitindo assim que entrem no caminho do serviço amoroso espontâneo. Influenciada por tal espontaneidade e se abrigando no humor de amante  (parakiya-bhava), a alma finalmente alcança todos os sintomas de amor extático por Krsna.
(Suno He Rasikajana Krsna Guna Aganana 4, Bhaktivinoda Thakur)

“Aquele que segue as regras e regulações do sastra está qualificado para atingir  o prem-bhakti de Braj.” E é isso que acontece.