APARECIMENTO BHAKTIVINOD THAKUR



Ekaki amara, nahi paya bala, harinama sankirtane
tumi krpa kori, sraddha bindu diya, deho krsna nama dhane
(Canção “Ohe! Vaishnava Thakur” de Srila Bhaktivinod Thakur)

Muito belamente, nesta canção, Srila Bhaktivinoda Thakura glorifica os vaishnavas.
Ele diz “Ó vaishnava thakura, He Bhagavan! Pelo meu próprio esforço eu não posso praticar sadhana e bhajana sozinho, eu não posso, não consigo.” Somente quando nos encontrarmos, estivermos juntos, com os vaishnavas, aí eu terei forças. Eu não tenho poder ou força para cantar os santos nomes.
(...)

Srila Bhaktivinoda Thakura glorifica os vaishnavas, a companhia dos vaishnavas. Ele diz que se um vaishnava vem até a sua casa e executa sadhana e bhajana naquele lugar, aquele lugar deixa de ser como um cemitério, ou como o ninho de um cobra e se torna Golok Vrndavan. A sua casa será purificada pela beleza dos pés de lótus do vaishnava.

Srila Bhaktivinoda Thakura explica que a vida de grihastha é servir aos vaishnavas, é ter sadhu sanga.

Neste significado a vida familiar não é somente desfrutar da companhia de filhos e mulher, mas sim se associar com os vaishnavas, servir os vaishnavas.